As Tattooistas

O que é arte pra você? Na verdade essa pergunta é um tanto quanto mais complexa e profunda do que parece. Bom, a ideia desse post não é discutir (hoje) o conceito de arte, mas vamos precisar que você pense minimamente no que considera como arte. Certamente passou pela sua cabeça uma imagem de um quadro pendurado em um museu né? Ou se você foi um pouquinho mais longe, imaginou até uma performance de dança ou alguma peça de teatro. Mas agora, tatuagem, é arte?

Na verdade, esse conceito se refere aqui a forma com que o grupo foi formado. Em 2015 surgia as tattooistas, que nasceu mediante um problema: a ‘pirataria online’. A expressão já explica por si só: as tatuadoras desenvolviam seus trabalhos autorais e depois viam suas artes apropriadas por outros tatuadores, que divulgavam na internet como se fosse trabalho de próprio punho.
“Isso nos levou a manter um contato mais frequente que foi evoluindo para conversas mais construtivas acerca da profissão. Começamos a compartilhar conhecimento sobre o mercado e a cena nacional. A partir daí o coletivo As Tattooistas foi ganhando forma e se consolidou como um grupo de tatuadoras apaixonadas pela arte”, conta Clari Benatti, membra do grupo, que deixou a profissão de designer pra se tornar uma tatuadora profissional.

O grande objetivo do coletivo é partilhar experiências, conhecimentos sobre técnicas diferentes e aprender. “É formado apenas por mulheres, artistas da tattoo, que desenvolvem um trabalho 100% autoral. Criamos nossos próprios desenhos, cada uma com um traço e estilo peculiar” explica Clari.
Parece totalmente lindo e maravilhoso, mas nem tudo são flores, principalmente para mulheres. Sobretudo essas mulheres, que expandiram- se para um universo, ainda predominantemente masculino. Clari conta que no começo ouviu algumas pessoas dizerem que o seu trabalho não era tatuagem, que não se encaixava no tradicional. “O minimalismo, o traço fino e a delicadeza são a minha marca registrada e algumas pessoas apresentaram um certo tipo de resistência e estranheza quanto a isso”. Mas a tatuadora afirma que esse tipo de pensamento tem mudado.

É bonito e reconfortante ver mulheres unidas e conquistando espaços até então restritos ao universo masculino. Principalmente pelo fato de predominar na nossa cultura a ideia de que mulheres são concorrentes e inimigas. Cada uma dessas mulheres tem seu próprio trabalho e estilo de tatuagem e incentivam, de alguma maneira, que o público feminino se sinta confortável nesse meio.
Nós conversamos apenas com a Clari Benatti, mas você pode ver o trabalho de todas pela página oficial do grupo no instagram “ As Tattooistas”, tem muito trabalho incrível!
Confira AQUI

Please follow and like us:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *