Preenchimento labial: a verdade

Pessoas com lábios finos costumam procurar truques para disfarçar a espessura deles, geralmente a maquiagem até dá uma pequena disfarçada. Mas o procedimento que mais dá resultados é o preenchimento. Claro que essa não é uma técnica banal, já que é uma intervenção no organismo e por isso causa um certo receio e várias dúvidas.

Para esclarecer mais sobre os mitos e verdades que cercam o preenchimento labial, a Ella FM conversou com o Dr. Marco Cassol, médico e cirurgião plástico membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.  

 

O procedimento dói?

A dor varia para cada pessoa, é algo muito subjetivo. Hoje, o produto vem misturado a anestésico para minimizar o desconforto e o procedimento é bem rápido.

Botox  e preenchimento são a mesma coisa?

Não, são dois procedimentos indicados para resultados diferentes. A toxina botulínica atua relaxando os músculos e é indicada para tratamentos de rejuvenescimento, preenchendo as rugas e linhas finas. Já o preenchimento, age na pele dando volume.

O preenchimento pode ser aplicado em qualquer tipo de pele?

Sim. O ácido hialurônico pode ser aplicado em qualquer tipo de pele. Em relação à substância usada, ela é parecida com a que já existe em nosso organismo, minimizando riscos de rejeições e irritações.

O resultado demora para aparecer?

Não. Os resultados aparecem logo após a aplicação. Pacientes mais sensíveis podem apresentar inchaço ou vermelhidão local, mas é passageiro. Após três semanas, o produto se acomoda na região e o resultado final aparece.

Existem contraindicações?

A segurança do paciente vem sempre em primeiro lugar! Por isso, o procedimento, mesmo sendo minimamente invasivo, deve ser realizado por um profissional habilitado, como o cirurgião plástico. Por isso, as contraindicações são em casos de gravidez e amamentação.

Falando em precauções, o especialista alerta para o uso de cosméticos que prometem aumentar ps lábios temporariamente . Geralmente, os cremes labiais, balms e produtos do gênero, conseguem aumentar os lábios por proporcionarem uma irritação na mucosa labial e consequentemente causando inchaço. “Pacientes alérgicos aos componentes irritantes da fórmula não devem usar este tipo de produto, pois eles podem ter absorção rápida, no caso dos mais hidrofílicos, ou ter longa duração, nos mais oleosos”, explica

O Dr. Cassol ainda lembra a importância da moderação quando o assunto é procedimentos estéticos.“A cirurgia plástica, quando bem indicada e realizada, fica natural e harmônica. No entanto, o grande perigo é a obsessão que muitas pessoas têm pela busca do corpo perfeito, que acaba trazendo um resultado artificial para a aparência”.

Então já sabe né? Procure um especialista de sua confiança e não se esqueça da moderação nos procedimentos.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *