Divórcio online?

O primeiro aplicativo de paquera, na verdade site, surgiu em meados dos anos 1990 e hoje conta com nada mais nada menos que 20 milhões de usuários. De lá pra cá, surgiram cada vez mais opções de aplicativos e sites de encontros de casais, e o que não falta são opções diferentes para todos os gostos. Alguns localizam a pessoa amada a partir da distância entre o casal, tem outro que une de acordo com a combinação dos signos e ainda um que é baseado no ódio, isso mesmo, você não leu errado, as pessoas se encontram de acordo com seus ódios em comum ( meio estranho né?).

Certo, agora suponha que você encontrou aquela pessoa usando um site, ou app de relacionamento, se apaixonou, casou, viveram felizes, mas, não para sempre. É, infelizmente algumas coisas não duram até o fim e por mais que ninguém se case pensando na separação, para muitos casais ela se torna uma realidade. E como você usou a praticidade da internet para encontrar uma pessoa, porque não usá-la para agilizar o divórcio?
Quem já se separou, ou presenciou esse momento de perto sabe como as coisas são burocráticas, complicadas e sobretudo, demoradas, principalmente por causa da demanda. Inclusive, os casais têm se separado cada vez mais, segundo o Ministério de Assuntos Civis o número de separações cresceu 40% dos últimos tempos.
Por isso, pensando em facilitar e agilizar esse processo, a advogada Marina Monteiro e seu irmão Amaro Monteiro, especialista em marketing digital, criaram a startup Divórcio Consensual, que permite os casais encontrarem um advogado de acordo com a localidade e proximidade, fazendo com que todo o procedimento seja concluído em até 30 dias sem dores de cabeça( na medida do possível).
Não pense que a ideia do site surgiu do dia para a noite, muito pelo contrário, os irmãos tiveram bastante trabalho antes de lançar o projeto. “Fizemos uma pesquisa de campo com mais de 400 pessoas antes de criar o site. Percebemos que a maioria dos entrevistados que desejavam oficializar a separação já estavam separados há anos mas devido a falta de recursos e burocracia tiveram que protelar a formalização do divórcio,” explica a advogada.
Talvez você fique com receio por achar que as coisas não dão certo pela internet, ou porque é complicado fazer esses tramites online. Mas relaxa, que é super fácil! Quando você entrar no site já vai ver que é tudo muito bem organizado e de fácil acesso, não tem nada complicado. A primeira vez que abrir a página, logo de cara vai ter uma aba “Como funciona” que vai te encaminhar para um vídeo com menos de 5 minutos que vai explicar todo o processo.
Basicamente você vai ter que fazer um pequeno teste para saber se o divórcio consensual é mesmo a sua opção. Se der certo, você já fará uploads de alguns documentos seus e do cônjuge e enviar outros por sedex. Todo o processo é disponibilizado na plataforma pra você acompanhar e o melhor é que o advogado que irá orientar será o que estiver mais próximo da sua região.
Por mais que o número de divórcios esteja crescendo, por um lado isso é bom sinal com relação aos direitos das mulheres, que agora têm liberdade para escolher não permanecer em um casamento que não está fazendo bem. No Brasil, mesmo que o processo seja burocrático, ainda há algumas facilidades quando comparados a países com a China, por exemplo, onde os tribunais chineses fazem com que o casal que deseja se separar passe por um período de “reflexão”. Eles devem esperar entre duas e três semanas para firmar a decisão.
Para a advogada as alterações realizadas a Lei do Divórcio ao longo da última década foram importantes para flexibilizar o processo de separação perante à lei. “Depois da aprovação da Lei 11.441/07, que normatizou a realização de divórcio extrajudicial, juntamente com a Emenda Constitucional 66 de 2010, o ato de se divorciar ficou ainda mais simplificado”, finaliza Marina Monteiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *