Embarque biométrico no Uruguai

Não é de hoje que nossos hermanos se mostram mais avançados em alguns aspectos. Neste mês de novembro, o Aeroporto Internacional de Carrasco e as autoridades governamentais do Uruguai, implantaram em Montevidéu o embarque biométrico, que permite aos viajantes um processo mais seguro e eficaz.

O país foi o primeiro a implantar esse método na América do Sul, mas porque isso é inovador? Bem, a biometria é uma tecnologia que faz a identificação das pessoas baseada no reconhecimento de uma característica física. Ou seja, é intransferível, assim como a impressão digital, a leitura do padrão venoso do reconhecimento facial ou do dedo .
Mas além disso, o processo é muito bom por ser seguro e também garantir mais conforto e agilidade aos passageiros. Estima-se que em um minuto, poderão embarcar de 13 a 14 pessoas, o dobro da quantidade atual. O Uruguai foi pioneiro na América do Sul, mas foi os Estados Unidos o primeiro país a utilizar recursos de reconhecimento facial, desde 2016.
O controle biométrico é a forma mais segura e prática de realizar os protocolos exigidos. Na prática,o embarque funciona assim : o passageiro apresenta o documento eletrônico, que pode ser passaporte ou carteira de identidade para o sistema ler as informações. Dessa forma, ele consulta listas que impeçam a viagem e registram a foto no chip.
Em seguida, o usuário seleciona o voo e um sistema biométrico de detecção de rosto verifica se é a mesma pessoa na foto do documento. Ao chegar no embarque, o sistema confirma com a biometria se é o mesmo usuario que passou pelo portão sem a necessidade de apresentar documentos.
Please follow and like us:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *